MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Webcast TechNet: System Center e o "Cliente Verde"

Webcast TechNet: Webcast TechNet: System Center e o "Cliente Verde"

Idioma(s): Português.
Produto(s): Microsoft System Center.
Público(s): Generalista de TI.
Duração: 60 Minutos
Data de Início: quarta-feira, 10 de novembro de 2010 12:00 Brasília

Visão Geral do Evento

Com o lançamento do sistema operacional Windows 7, novos recursos, cenários de trabalho e eficiências estão surgindo. Na área do TI verde, o Windows 7 contém novos recursos que, quando combinados ao Microsoft System Center, levam à redução dos custos operacionais por meio do gerenciamento de energia controlado centralmente.    Neste webcast, descreveremos os recursos corporativos de gerenciamento de energia que foram introduzidos no recém-lançado Microsoft System Center Configuration Manager 2007 Service Pack 2 (SP2) e no Configuration Manager 2007 R3. Saiba mais sobre a integração com a tecnologia Intel vPro, o planejamento da gestão de energia, a aplicação de diretivas controladas centralmente e os formatos de relatório de padrão industrial, e entenda por que o Configuration Manager deve ser a sua escolha tecnológica para a redução dos custos relacionados à energia.
Palestrantes: Marcelo Sincic e Arnaldo Fagnani

Link para inscrição: https://msevents.microsoft.com/CUI/WebCastEventDetails.aspx?EventID=1032469780&EventCategory=4&culture=pt-BR&CountryCode=BR

Posted: nov 08 2010, 11:22 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Green IT no System Center Configuration Manager R3 - Power Management

Enquanto aguardamos mais informações sobre o vNext (veja post http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Roadmap-da-familia-de-produtos-System-Center.aspx) vale a pena conhecer o novo recurso do R3 "Power Management".

O processo é bem interessante, formado por tres partes a serem utilizadas. Primeiro vá ao menu de "Client Agents" e habilite o agente "Power Management". O segundo passo é ir sobre uma das coleções e com o botão direito acessar a opção "Modify Collection Settings" e configurar os planos de energia. E o terceiro passo é instalar e executar os relatórios. Vou detalhar abaixo as telas a serem seguidas e o resultado:

 

1- Habilitando o agente para gerenciamento de energia no cliente

2- Criando um perfil de gerenciamento centralizado na collection

 

3- Relatórios gerenciais para acompanhamento e comparativos com gerenciamento de energia centralizado

NOTA: Se você não tem os relatórios na sua lista acesse o post http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Instalando-os-relatorios-da-feature-Power-Management-do-SCCM-R3.aspx

Posted: nov 05 2010, 23:02 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Suporte a Intel vPro no System Center Service Manager e no Configuration Manager

No webcast que realizei com o Wesley (http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/TechNet-Webcast-Visao-Geral-Tecnica-System-Center-Configuration-Manager-2007-SP2-e-R3-dia-262010.aspx) comentamos que o Configuration Manager SP2 tem suporte ao Intel Core vPro. Hoje fo anunciado que o Service Manager 2010 também terá suporte a tecnologia Intel vPro. Porem já recebi 5 emails me perguntando o que é o Intel Core vPro.

O Intel Core vPro é uma tecnologia que a Intel criou para suporte e funcionalidades envolvendo consumo de energia de uma máquina.  Como o foco é a parte de gerenciamento, com o vPro é possivel capturar o console de uma maquina diretamente pelo processador !!!

Imagine a situação onde um computador recebe um novo hardware, precisa de uma atualização de dados da BIOS ou firmware, alterar alguma configuração da BIOS ou mesmo uma tela azul causada por software ou hardware (exceto processador, obviamente). Com o Intel vPro o administrador acessa remotamente a console BIOS da maquina destino pelo rede, um console real.

Coloque este cenário no SCCM ou no SCSM e você poderá resolver um problema em um servidor mesmo que este esteja na tela de inicialização acusando que o disco primário ou a controladora SCSI está desconectada ou mal configurada. Com o Intel vPro você conseguirá entrar remotamente configurar ou apenas apertar o F1 como é comum nestes casos sem ter que se movimentar fisicamente.

Este recurso, como vocês podem supor, é essencial para datacenters e ambientes remotos sem administração localizada. Se você tem interesse em utilizar este recurso saiba que é precisa configurar o Out-Of-Band Management e ter certificados digitais. Veja o procedimento no video localizado em http://www.microsoft.com/belux/technet/nl/chopsticks/default.aspx?id=998

Alem disso você também conta com uma série de recursos que permitiram monitorar e gerenciar melhor o consumo de energia do hardware. Estes recursos podem ser vistos em detalhes no link ao final deste post.

Fonte SCSM: http://blogs.technet.com/b/systemcenter/archive/2010/06/14/latest-intel-core-vpro-processor-remote-management-capabilities-available-for-system-center-service-manager.aspx

Fonte técnica do vPro: http://www.intel.com/portugues/products/vpro/index.htm

Palestra no ENIAC de Guarulhos-Gerenciando ambientes com System Center

Ontem realizei as duas palestras de System Center no ENIAC de Guarulhos, fechando a Semana de Tecnologia da faculdade.

Mais uma vez agradeço aos professores pela recepção e aos alunos pela participação nas duas seções. Segue a foto da segunda turma:

P2810100001

Segue os slides para consulta: PPT System Center.pdf (1,20 mb)

Posted: out 29 2010, 11:09 by msincic | Comentários (2) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Documentação do System Center Configuration Manager 2007 Atualizadas com R3

Esta semana a Microsoft divulgou a atualização dos documentos técnicos e guias do SCCM 2007.

Estes novos documentos abrangem todas as funcionalidades já conhecidas nas versões SP1, SP2 e R2 atualizadas para o R3, lançado no dia 14 deste mês (Lançamento do System Center Configuration Manager R3).

Segue a lista de documentos abaixo, que se subdividem em outros documentos detalhados, incluindo troubleshooting:

Posted: out 21 2010, 23:33 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login
Marcelo de Moraes Sincic | Projeto
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Windows 2003 EOL (End Of Live) – Parte 1: Primeiros Passos e Usando o Simulador Microsoft

Em 14 de Julho de 2015, menos de um ano da data de hoje, o suporte ao Windows 2003 acaba e muitas empresas ainda não estão tomando os passos necessários.

image

A Microsoft disponibilizou um site onde podemos baixar os datasheets e utilizar um assistente para gerar relatórios: http://www.microsoft.com/en-us/server-cloud/products/windows-server-2003/

Quais os Riscos e Problemas

  • Fim das Atualizações (Updates) – Apenas os sistemas operacionais Windows Server 2008 e superiores receberão atualizações
  • No Compliance – Operadoras de cartão de crédito e sistemas bancários internacionais (SOX, Basiléia, etc) não permitiram transações a partir desta versão
  • Segurança Afetada – Todos os novos métodos de invasão, falhas de protocolo ou problemas de SO não receberão correção, significando maior investimento em ferramentas adicionais ou inviabilização de métodos e aplicações
  • Alto Custo de Manutenção – Os novos servidores e hypervisors não irão mais fornecer drivers para o Windows 2003, impossibilitando refresh de hardware e atualização de versão do hypervisor/VM tools

Como Começar a Partir de Agora

O primeiro passo é realizar um Assessment no ambiente para descobrir todas as aplicações, para isso podemos utilizar o MAP (Microsoft Assessment and Planning) que gera relatórios muito bons para migração. Ele até mesmo gera os dados de compliance de hardware e indicações para virtualização.

Para utilizar o MAP foi criado um MVA no ano passado, o foco era migração de Windows XP, mas o funcionamento da ferramenta e geração de dados é similar: http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/MVA-sobre-MAP-%28Microsoft-Assessment-Planning-and-Toolkit%29.aspx

O segundo passo é analisar compatibilidade das aplicações existentes, o que inclui a versão do web server e dos componentes de aplicações que estejam nestes servidores, versões de banco de dados, etc.

É aqui que está o grande risco, muitos dos profissionais de TI que converso e empresas estão focando em migrar AD, File Server e outros papeis do Windows, que a Microsoft preparou métodos fáceis de migração já que são Roles do sistema operacional. O problemas são as aplicações desenvolvidas internamente ou não.

Por exemplo, o SQL Server 2005 executado no Windows 2003 precisará ser migrado para SQL Server 2008 R2, aplicações escritas em .NET 1.x-2.x executando no IIS do Windows 2003 precisarão ser avaliadas muito criteriosamente, SharePoint 2003 e 2007 precisarão ser migrados para SharePoint 2010 ou 2013…

Estes exemplos deixam claro que o trabalho da migração vai muito além de apenas virtualizar!

Para isso existem muitos softwares que fazem o papel de analisador, como por exemplo, o Dell ChangeBase e o AppZero. O primeiro analisa todas as aplicações instaladas (similar ao Microsoft ACT) e testa automaticamente os métodos padrão e nativos de compatibilização. O segundo possui diversos métodos adicionais de compatibilização e faz um tracking de uma aplicação, gerando um pacote MSI, o que é extremamente útil em cenários onde não temos um instalador e não sabemos as dependências de uma aplicação.

O terceiro passo é analisar as opções, onde podemos avaliar um P2V (migração de máquina física para virtual) on-premisse, migração de sites ou banco de dados para o Microsoft Azure, criação de VMs em ambiente cloud com transferência de serviços e dados, etc.

Esta fase é onde precisamos criar planos bem definidos de migração para cada uma das aplicações e funções que hoje estão no Windows 2003. É a fase onde devemos nos concentrar em parada de serviços, seqüencia das operações, processos de migração, etc.

Conclusão

Deixar para depois a migração dos servidores é muito mais sério do que a migração de estações. Até hoje muitas empresas ainda possuem XP e sentem as dificuldades e custos de manter um sistema operacional sem suporte. Comece desde já a se preparar e será muito mais fácil.

Em um próximo artigo irei falar mais sobre o MAP e outras ferramentas para o Assessment.

Login