MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Planilha com as entradas das Group Policy em Windows 2003/Vista/2008/7

Sempre quando estamos em treinamento os alunos perguntam onde estão a configuração A ou a configuração B.

No Windows 2008 isso está resolvido porque existe a opção de "Find" e uma lista com todas as policies agrupadas, mas no Windows 2003 não tem isso.

No site de downloads da Microsoft existe um link permanente com planilhas Excel facilitando a busca.

Acesse e se divirta: http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?familyid=18C90C80-8B0A-4906-A4F5-FF24CC2030FB&displaylang=en

Posted: dez 15 2009, 21:02 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows

Serie Technet VideoCast - System Center Data Protection Manager (DPM)

Seguindo o novo modelo de publicações de videos da Microsoft, publiquei hoje os 6 videos para a série Data Protection Manager 2007.

Importante: Ao assistir o video e gostar, classifique no Youtube.

Posted: dez 15 2009, 14:31 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Atualizando Maquinas Virtuais (Hyper-V e Virtual Server) pelo SCCM e SCVMM

ATUALIZADO: Agora está disponivel a versão 3.0 em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=110333

Um importante recurso introduzido no System Center Configuration Manager 2007 (SCCM) foi o Wake On Lan.

Eu pessoalmente já utilizava para ligar computadores remotamente utilizando um aplicativo chamado MC-WOL.exe quando um servidor estava desligado. Porem, este recurso já é presente em placas de rede a muitos anos mas muito pouco utilizado no ambiente Microsoft.

No SCCM é possivel que o servidor ligue a maquina por enviar um pacote WOL, enviar as atualizações do WSUS e/ou instalar pacotes e depois executava o shutdown remoto. Isso é fantástico !!!!!

Porem, nos ultimos meses com o Windows 2008 R2,  Hyper-V e o SCVMM surgiram algumas novas tecnologias que criaram um "buraco". Estes tecnologias são o VDI, um ambiente de maquina remota onde o usuário se loga na VM dele que roda sobre o Hyper-V. Outro caso é o que o VMM automaticamente adormece (sleep) uma maquina virtual quando esta não está sendo utilizada. Notou o problema?  Se uma maquina virtual ficar 2 semanas sem sem utilizada ficará sem as atualizações de segurança.

Para resolver isso a Microsoft lançou um pacote que faz para VMs o mesmo que o Wake On Lan faz para maquinas fisicas. O programa se chama "Offline Virtual Machine Servicing Tool 2.1" e está disponivel no endereço http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyId=8408ECF5-7AFE-47EC-A697-EB433027DF73&displaylang=en.

Este programa faz o processo de ativar a VM, atualizar e voltar ao estado anterior. Segue um diagrama exemplo abaixo:

 

Posted: dez 10 2009, 12:52 by msincic | Comentários (2) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Criando formulários com o InfoPath para enviar dados pelo Sharepoint

Recentemente vi a necessidade de enviar dados de um formulário criado no InfoPath para outra fonte de dados.

Isso parecia uma tarefa complicada, criar o formulário, popular na lista, criar um programa para ler a lista e jogar no webservice. A algum tempo descobri que era possivel criar ações de salvar os dados em outras fontes, mas o problema é que eu ainda tinha que salvar o formulário ou cancelá-lo após clicar no botão "Submit".

Solução bem mais fácil me foi indicado por acaso por um aluno (obrigado Vitor da Suncoke) quando ele comentou que encontrou uma coisa bem interessante, na tela abaixo:

Ou seja, você pode criar uma forma de submeter os dados customizada e alterar o submit padrão. Como fazer isso?

1- Clique na Toolbox em "Data Sources" e crie uma fonte de dados para "Submit":

 

2- Continue no wizard com os dados solicitados conforme o tipo de destino dos dados que você configurou.

3- Retire o botão padrão de "Save" e "Save As" e substitua por um botão do tipo "Submit":

 

Pronto!!!!  Agora seu formulário poderá enviar email, gravar em outros bancos, enviar dados para webservices diretamente.

Posted: dez 07 2009, 16:38 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Sharepoint

Utilizando dados externos em formulários SharePoint com o InfoPath 2007

Problema

Muitas vezes queremos criar formulários no Sharepoint utilizando o InfoPath e nos deparamos com um problema ao executar o formulário no modo browser.

"Form error...Access denied (5)"

Causa

Este erro acontece porque por default o Sharepoint está configurado para não permitir o uso de senhas "embebed" na string de conexão.

Ele irá ignorar a senha e o usuário utilizado, porque muitas vezes estes são o desenvolvedor. Com isso seria necessário dar permissão a conta da máquina ou então ao usuário do serviço do Sharepoint.

Solução

Entre no Central Administration e na parte de aplicações escolha dentro do grupo "InfoPath Forms Services":

 

Ao entrar na tela de configurações permita que se utilize strings de conexão com usuário e senhas especificadas:

 

Posted: dez 07 2009, 16:26 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Sharepoint
Login
Marcelo de Moraes Sincic | Projeto
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Windows 2003 EOL (End Of Live) – Parte 1: Primeiros Passos e Usando o Simulador Microsoft

Em 14 de Julho de 2015, menos de um ano da data de hoje, o suporte ao Windows 2003 acaba e muitas empresas ainda não estão tomando os passos necessários.

image

A Microsoft disponibilizou um site onde podemos baixar os datasheets e utilizar um assistente para gerar relatórios: http://www.microsoft.com/en-us/server-cloud/products/windows-server-2003/

Quais os Riscos e Problemas

  • Fim das Atualizações (Updates) – Apenas os sistemas operacionais Windows Server 2008 e superiores receberão atualizações
  • No Compliance – Operadoras de cartão de crédito e sistemas bancários internacionais (SOX, Basiléia, etc) não permitiram transações a partir desta versão
  • Segurança Afetada – Todos os novos métodos de invasão, falhas de protocolo ou problemas de SO não receberão correção, significando maior investimento em ferramentas adicionais ou inviabilização de métodos e aplicações
  • Alto Custo de Manutenção – Os novos servidores e hypervisors não irão mais fornecer drivers para o Windows 2003, impossibilitando refresh de hardware e atualização de versão do hypervisor/VM tools

Como Começar a Partir de Agora

O primeiro passo é realizar um Assessment no ambiente para descobrir todas as aplicações, para isso podemos utilizar o MAP (Microsoft Assessment and Planning) que gera relatórios muito bons para migração. Ele até mesmo gera os dados de compliance de hardware e indicações para virtualização.

Para utilizar o MAP foi criado um MVA no ano passado, o foco era migração de Windows XP, mas o funcionamento da ferramenta e geração de dados é similar: http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/MVA-sobre-MAP-%28Microsoft-Assessment-Planning-and-Toolkit%29.aspx

O segundo passo é analisar compatibilidade das aplicações existentes, o que inclui a versão do web server e dos componentes de aplicações que estejam nestes servidores, versões de banco de dados, etc.

É aqui que está o grande risco, muitos dos profissionais de TI que converso e empresas estão focando em migrar AD, File Server e outros papeis do Windows, que a Microsoft preparou métodos fáceis de migração já que são Roles do sistema operacional. O problemas são as aplicações desenvolvidas internamente ou não.

Por exemplo, o SQL Server 2005 executado no Windows 2003 precisará ser migrado para SQL Server 2008 R2, aplicações escritas em .NET 1.x-2.x executando no IIS do Windows 2003 precisarão ser avaliadas muito criteriosamente, SharePoint 2003 e 2007 precisarão ser migrados para SharePoint 2010 ou 2013…

Estes exemplos deixam claro que o trabalho da migração vai muito além de apenas virtualizar!

Para isso existem muitos softwares que fazem o papel de analisador, como por exemplo, o Dell ChangeBase e o AppZero. O primeiro analisa todas as aplicações instaladas (similar ao Microsoft ACT) e testa automaticamente os métodos padrão e nativos de compatibilização. O segundo possui diversos métodos adicionais de compatibilização e faz um tracking de uma aplicação, gerando um pacote MSI, o que é extremamente útil em cenários onde não temos um instalador e não sabemos as dependências de uma aplicação.

O terceiro passo é analisar as opções, onde podemos avaliar um P2V (migração de máquina física para virtual) on-premisse, migração de sites ou banco de dados para o Microsoft Azure, criação de VMs em ambiente cloud com transferência de serviços e dados, etc.

Esta fase é onde precisamos criar planos bem definidos de migração para cada uma das aplicações e funções que hoje estão no Windows 2003. É a fase onde devemos nos concentrar em parada de serviços, seqüencia das operações, processos de migração, etc.

Conclusão

Deixar para depois a migração dos servidores é muito mais sério do que a migração de estações. Até hoje muitas empresas ainda possuem XP e sentem as dificuldades e custos de manter um sistema operacional sem suporte. Comece desde já a se preparar e será muito mais fácil.

Em um próximo artigo irei falar mais sobre o MAP e outras ferramentas para o Assessment.

Login