MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2017: 3495582
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Utilizando Ferramentas Dell com o SCCM

A Dell possui duas ferramentas muito interessantes para integrar com o SCCM.

A primeira é o Dell Command | Configure que permite criar executáveis para configurar os desktops e notebooks da empresa. Disponível em http://en.community.dell.com/techcenter/enterprise-client/w/wiki/7532.dell-command-configure

O segundo é o Dell Command | Warranty que traz online os dados de garantia, atendimento e compra de cada equipamento registrado no SCCM. Disponivel em http://en.community.dell.com/techcenter/extras/m/mediagallery/20441033/download

Dell Command | Configure

É necessário nas empresas ter a segurança padronizada, opções especificas nas maquinas ou padronização de recursos. Por exemplo, habilitar o PXE, TPM, senha de alteração de BIOS, ordem de boot, opções de economia de energia, desabilitar recursos do HW (placas, USB, eSata) e qualquer outra opções existente no BIOS.

Essa ferramenta é muito simples de instalar e utilizar, como pode ser vista a tela principal do console de criação das configurações, sendo as opções:

  • Criar um pacote para qualquer equipamento, o que pode ter opções não existente em todos os equipamentos da empresa
  • Criar um pacote com base no equipamento local, onde apenas o que é do modelo que está sendo usado para o console aparece, util quando todos os equipamentos são padronizados
  • Abrir um pacote já criado para editar ou clonar
  • Histórico dos pacotes criados, editados e exportados

Dell Command-1

Para iniciar a criação de um pacote basta clicar no botão Edit e selecionar a opção desejada:

Dell Command-2

Neste caso configurei a ordem de boot das maquinas para evitar que seja utilizado o DVD ou USB como boot principal. Note que no console temos o botão Add Device que possibilita configurar todos os tipos de device, na ordem desejada.

Dell Command-3

Após as edições, basta clicar no botão Export Config para salvar o pacote com o objetivo de depois poder alterá-lo ou Export .EXE para gerar o executável e o arquivo sh que contem os metadados para ser importado no SCCM:

Dell Command-4

Dell Command-5

Logo após gerar o executável, o próximo passo é no console do SCCM usar o botão Import Dell Command | Configure Package como a imagem abaixo mostra. Importante lembrar que as duas pastas dentro de Packages são criadas pelo instalador:

Dell Command-6

Uma vez criado o pacote, salvo o executável e importado para o SCCM o processo é como qualquer outro pacote, fazendo o Deploy para as coleções que deseja configurar o BIOS.

Dell Warranty

Ao baixar e instalar o Dell Warranty ele cria um atalho que abre a janela de comando, já que a ferramenta não tem interface gráfica da Dell. Abaixo inclui o link da ferramenta gráfica da Microsoft disponível na biblioteca TechNet:

Iniciar

Dell Warranty

Note na janela acima que o primeiro comando serve para indicar onde estão os dados do SCCM, por meio do banco de dados. Abaixo o comando DellWarranty-CLI faz o link para o banco de dados do SCCM:

Dell Warranty-1

Na sequencia já podemos pedir para o utilitário com o comando DellWarranty-CLI trazer todos os dados de garantia, como a imagem abaixo demonstra com o resultado em CSV:

Dell Warranty-2

Pode ser visto o nivel de detalhes, como tipo de compra, modelo completo, garantia, tipo de garantia e atendimento, etc.

Com a ferramenta Dell Warranty Extension disponivel em https://gallery.technet.microsoft.com/Dell-Warranty-Status-20-ae67cc13 é possivel ver estes dados clicando com o botão direito no equipamento:

image

Posted: ago 03 2015, 17:14 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Novo curso no Microsoft MVA: System Center Configuration Manager 2012

Criado a algumas semanas por mim e o Josué Vidal (@josuevidall), este novo MVA (Microsoft Virtual Academy) aborda toda a infraestrutura e recursos que o SCCM 2012 possuem.

Vale a pena assistir em http://www.microsoftvirtualacademy.com/tracks/introducao-ao-system-center-configuration-manager-2012

image

Posted: ago 14 2012, 23:17 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Palestra sobre Green IT–Semana da Informatica UNIT Aracaju

Hoje terminou o evento de uma semana organizado pelo MVP Jordano Mazzoni (@jordanomazzoni).

Neste sábado foram as ultimas palestras, Ramon Duraes sobre ALM, eu sobre Green IT e o Eduardo Freire sobre Gerenciamento de Projetos. Ainda no grupo dos MVPs que participaram houve o próprio Jordano e ontem o Alberto Oliveira que não tivemos a oportunidade de encontrar por aqui, uma pena.

Segue um “presente” para quem deseja saber mais sobre o assunto. Este livro é gratuito e disponibilizado na internet por uma iniciativa da HP: GreenITforDummiesSpecialEdition.pdf (3,65 mb)

Alem disso, segue o ppt da apresentação no formato PDF: SemInfo Aracaju.pdf (2,08 mb)

E por ultimo, o exemplo da planilha que utilizei para mostrar rapidamente o custo de energia em um ambiente de TI: Exemplo Consumo.xlsx (10,95 kb)

 

Posted: out 30 2011, 21:12 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Dynamic e Power Optimization do VMM 2012-Hyper-V + XenServer + VMWare

No post anterior sobre VMM 2012 abordei a capacidade de utilizar as 3 tecnologias de migração das VMs entre os host XenServer, VMWare e Hyper-V. Todos podem estar no mesmo grupo e utilizando o PRO Tips. Detalhes em http://bit.ly/pf0v9M

Mas agora vamos falar de duas novas features e como funcionam:

  1. Dynamic Optimization – Gerencia a agressividade com que as VMs são movidas entre os nós no modo “quente”
  2. Power Optimization – Desliga e religa nós do cluster conforme a utilização dos recursos
Dynamic Optimization

Esta feature irá gerenciar com qual nível de agressividade iremos fazer o balanceamento de carga nos hosts. É compativel com XenServer e VMWare desde que o BMC esteja instalado nos hosts. Note porem que o processo de migração das VMs ocorrerá entre os hosts do mesmo SO.

Note na tela abaixo que é possivel definir manualmente a frequencia em que este processo será executado. Tempos muito altos ocasionaram moves excessivos de VMs entre os hosts, tempos longos podem gerar lentidão em um host até que as VMs sejam movidas. O ideal é de 10 a 30 minutos para detecção e solução.

Abaixo vemos a configuração considerada ideal para que o VMM detecte a necessidade de move de VMs. No exemplo temos 30% de CPU, 512 MB de memória livre e não levamos em conta IOPS e Network pois esses dois itens comulmente são compartilhados entre os nós de um cluster e não são otimizados com moves entre os nós.

image

NOTA: Lembrando mais uma vez que esta configuração é feita nos grupos que podem contem Hyper-V, Xen Server e VMWare e que os moves irão acontecer entre estes servidores com o mesmo SO e não entre os diferentes SOs. Alem disso é necessário no caso do VMWare e do Xen Server que estejam em cluster.

Power Optimization

Este novo recurso é muito interessante, levando em conta que muitos cluster tem o dobro da necessidade média levando em conta os picos. O Dynamic Optimization ajuda no momento em que o pico ocorre a distribuir as VMs, mas e quando há sobra de recursos?

O Power Optimization irá desligar os nós que não sejam necessários quando a utilização dos hosts reduzindo nós terá umca determinada capacidade e no horário escolhido.

No exemplo abaixo iremos desligar o host desde que a utilização dos outros nós com os moves de VM não fiquem acima de 40% e 1GB de RAM, e desde que esteja em horário noturno ou final de semana.

O processo de desligamento é um shutdown  sendo que o religamento é realizado por pacotes WOL (Wake On Lan) que precisa estar habilitado na BIOS do host. Alem disso nos hosts ESX e Xen Server é necessário ter o BMC, assim como no Dynamic Optimization.

Alem disso, existe uma proporção para esse recurso:

  • Cluster de 4 ou 5 nós – 1 nó será desligado
  • Cluster de 6 ou 8 nós – 2 nós serão desligados
  • Cluster de 9 ou 10 nós – 3 nós serão desligados
  • Acima de 10 nós – 1 nó adicional pode ser desligado a cada 2

image

NOTA: O recurso Power Optimization só funcionar entre nós do cluster e não host-to-host.

Referencia: http://technet.microsoft.com/en-us/library/gg675109.aspx

Webcast TechNet: System Center Configuration 2007 R3 e “Cliente Verde”

Realizei junto com o Arnaldo (http://www.arnaldofagnani.com.br) o webcast acima e vamos disponibilizar alguns documentos de conteudo:

Link para o EMET: http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Enhanced-Mitigation-Experience-Toolkite28093Evite-ataques-de-Hackers.aspx

Link para o JouleMeter: http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Medindo-consumo-de-energia-real-(JouleMeter).aspx

Agradeço muito aos que participaram, e espero encontrá-los em outros eventos.

Posted: nov 10 2010, 15:56 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login