MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Habilitando e desabilitando LOG automatico do SQL (.trc)

Para os que não sabiam, o SQL Server 2005 e 2008 geram arquivos de log do Profiler automaticamente na pasta LOG dentro da pasta de instalação do SQL Engine.

Nesta pasta poderá encontrar diversos arquivos com a extensão .trc que são criados com a finalidade de dar ao administrador uma visão de como está o banco de dados e as ocorrencias principais.

Porem ele gera um certo overhead e podemos desabilitá-lo ou habilitá-lo conforme a necessidade. Como fazer isso?

Os comandos abaixo irão habilitar a visualização das opções avançadas e mostrar a lista.

sp_configure 'show advanced options', 1
go
reconfigure
sp_configure

Na lista resultando procure o valor do item default trace enabled que 0 é desabilitado e 1 é habilitado. Se quiser alterá-lo use o comando abaixo:

sp_configure 'default trace enabled', 0
go
reconfigure

Pronto, agora você pode tanto habiitar quanto desabilitar este trace automatico. Eu pessoalmente deixo habilitado em servidores de produção, já que me permite saber casos de problemas inesperados, porem em servidores de teste vale a pena desabilitar este recurso.

 

 

Posted: mai 22 2009, 11:03 by msincic | Comentários (8) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: SQL Server

Scripts e Exemplos do SQL ShowCase

Sessão 1 - Spatial e Sparse, Compressão, Compactação e Table-Valued

Conforme prometido, estou publicando os exemplos que eu e o Felipe utilizamos na sessão do SQL ShowCase do dia 20/05/2009.

Caso ocorra problema no download, tente pelo blog do Felipe: http://weblogs.asp.net/felipeferreira/archive/2009/05/20/scripts-e-exemplos-do-sql-showcase.aspx

WebCastSQL2008-Sessao 1.zip (430,15 kb)

Sessão 2 - Recursos de gerenciamento do SQL Server 2008

Para quem quiser baixar os scripts da sessão 2 acessem pelo site do Agnaldo: http://50minutos.net/content/WebcastSQLServer2008.aspx 

Download do Webcast completo: https://www106.livemeeting.com/cc/wwe_us/view?cn=guest&id=1032414702&pw=C8E9F452

Posted: mai 20 2009, 21:09 by msincic | Comentários (3) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: SQL Server

Livros gratuitos de Design de aplicação e o Terminal Server Resource Kit

Microsoft Press 25th Anniversary "Free E-Book of the Month" Offers
Help us celebrate our 25th anniversary with a free e-book offer. Read your Microsoft Press Book Connection Newsletter to learn about the offers, then register and download the selection each month. The monthly free e-book offer can be found in the top right corner of this monthly newsletter. These offers expire on May 27, 2009, so download the e-books today:

Windows Server 2008 Terminal Services Resource Kit, by Christa Anderson and Kristin L. Griffin with the Microsoft Presentation Hosted Desktop Virtualization Team

The Practical Guide to Defect Prevention, by Marc McDonald, Robert Musson, and Ross Smith

Posted: mai 20 2009, 12:12 by msincic | Comentários (12) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Outros | Windows 2008

Outlook 2003 SP3 com o Exchange 2007

Hoje tivemos um problema com o Outlook 2003 com o Service Pack 3 ao instalar um Exchange 2007 com Rollup 6.

O Outlook acusava que o Exchange não dava suporte ao outlook por causa de versão não permitida pelo administrador. Ao instalar o Exchange a opção de suporte ao Outlook 2003 foi atividada.

Na verdade se trata de um bug, pois para definir os clientes conpativeis seleciona-se a versão na "OffLine Address List", mas lá constava "Outlook 2003 SP2 and later" que não entendia a versão SP3. A solução mais fácil foi a de habilitar o suporte ao "Outlook 2003" logo acima e funcionou

Posted: mai 20 2009, 10:23 by msincic | Comentários (7) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Exchange Server | Office

Brochuras sobre valores da certificação e os passos necessários

Os documentos anexados a este post são brochuras em PDF oficial da Microsoft.

Um deles é de estatisticas com o valor da certificação, muitos dados são relativos a como empresa veem a certificação, assim como profissionais.

Os outros documentos são relativos as novas certificações para Windows 2008, Exchange 2007, Visual Studio 2008 e SQL Server 2008. Todos com os cursos envolvidos, bem como o caminho de upgrade e de exames para MCITP e MCPD.

Brochuras de certificação.zip (4,75 mb)

Posted: mai 16 2009, 23:41 by msincic | Comentários (8) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Certificação
Login
Marcelo de Moraes Sincic | março 2020
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Uso de CPU não identificado no Task Manager

Essa dúvida é antiga!

Ao usarmos o Gerenciador de Tarefas (Task Manager) do Windows o processo System fica travado ente 20-30% de uso da CPU.

O processo System nunca deveria ter uso constante, ele é acionado todas as vezes que uma tarefa do Kernel é executada e voltar a taxas entre 0-1%.

Sintoma no Task Manager

Veja que o processo fica alto, apesar de não ter motivos já que memória esta em menos de 100Kb, disco e rede zerados.

tela1

O que normalmente provoca esse comportamento?

Se memoria e disco estivessem altos poderia ser uma atualização ou processo que travou e o sistema operacional está tentando recuperar, mas não bate com a situação acima.

Isso indica que o processo é derivado não de um programa, mas de um dispositivo que não usa recursos do sistema como uma placa de vídeo, controladora ou outro.

Como encontrar a fonte do problema?

Como o Task Manager é uma ferramenta de usuário ele omite importantes detalhes interno. Sendo assim, baixe e utilize o Process Explorer ferramenta da SysInternals (pertence a Microsoft) em https://docs.microsoft.com/en-us/sysinternals/downloads/process-explorer

Após abrir o PROCEXP poderá ver o mesmo processo System agora em detalhes e visualizar o que ele está executando:

tela2

Clique com o botão direito e veja os detalhes do processo onde poderá na aba Threads ver o que o processo System está controlando e pelo uso da CPU identificar quem é o responsável pelo alto uso de CPU:

tela3

Ao clicar no processo “criminoso” vemos os detalhes e entendemos o que está causando o alto uso de CPU:

tela4

Agora bastaria procurar na internet o que é esse processo e descobriria que ele é bem básico e se trata do driver de gerenciamento de energia do equipamento (Power Interface).

Sendo assim, recorri ao site do fabricante e baixei os drivers atualizados e o resultado após o boot é o processo System no seu devido lugar na lista de tarefas:

Telafinal

Conclusão

Esse processo não quer dizer que o erro é sempre o mesmo, esse é um exemplo de como encontrar um processo ou programa que trave sua maquina.

Muitos usuários não tem muito conhecimento para resolver sozinhos, mas é possivel encontrar muitas referencias na internet depois que identificar o processo que causa o problema.

A dica vale principalmente para processos com dependências como é o caso do System que no Task Manager ficam ocultas.

Posted: mar 23 2020, 19:18 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Hardware | Outros

Painel de Supervisão do Office 365 Compliance

Como tratado no post anterior http://www.marcelosincic.com.br/post/Novo-Painel-de-Conformidade-e-Riscos-no-Office-365.aspx temos um novo painel voltado ao time de Gerenciamento de Riscos.

Agora vamos falar do painel de Supervisão onde é possivel monitorar ações, muito similar ao que o administrador já vê no painel de proteção do Office 365. Diferente do painel de Compliace e do painel de gerenciamento as regras no painel de supervisão tem filtros para usuários específicos e definição dos revisores.

O link para esse painel está em https://compliance.microsoft.com/supervisoryreview

Veja que diferente do painel inicial do gerenciamento de conformidade, este painel tem seus próprio dashboards e indicativos:

Painel

Uma vez as regras criadas será possivel ver a efetividade, aplicações e usuários com mais ocorrencias:

t1

Criando Regras para Supervisão com Modelos

Nesse exemplo criei uma politica baseada em dados sensiveis como CPF, CNPJ e RG, mas a lista é bem grande incluindo dados como contas correntes e cartões de crédito alem dos que você mesmo criar.

t2b

Nesse segundo exemplo a regra é para linguagem ofensiva, onde ele utiliza o dicionário do Office 365 para detectar esse tipo de ação:

t3

Após criar as políticas baseadas em regras é possivel criar modelos de avisos, que são os emails que irei enviar ao usuário em caso de aviso de uma ação não desejada:

t4

Editando as Politicas Criadas pelo Modelo

Agora ao editar as politicas que os modelos criam, podemos ver o que ele utiliza e tambem customizar:

t5

t6

Posted: mar 08 2020, 23:52 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Office 365 | Segurança

Novo Painel de Conformidade e Riscos no Office 365

Como já é conhecido, com as licenças de Microsoft 365 ou EMS 365 diversos recursos de segurança são habilitados. Já abordei um deles que é Compliance Manager em http://www.marcelosincic.com.br/post/LGPD-disponivel-no-painel-de-Compliance-do-Office-365.aspx

Alem deste painel temos mais dois que são bem interessantes, o primeiro tratado aqui é o Painel de Conformidade e Riscos. Esse painel permite que uma área de gerenciamento crie politicas de monitoração de regras.

Isso significa que alem das regras de DLP já existentes no painel de configuração do Office 365 (https://protection.office.com) temos esse outro painel.

A diferença é que o painel de proteção cria as regras com diversas ações bloqueando o envio de emails e documentos com dados confidenciais.

Já o painel de riscos serve para gerar dados sem criar represálias ou bloqueios, ou seja para a área de riscos conseguir mensurar dados que estão trafegando independente da corporação ter uma regra especifica de DLP para bloqueio.

Abrindo o Painel

O painel de Riscos está em https://compliance.microsoft.com/insiderriskmgmt e ao ser aberto já é possivel ver alertas, pontuação de segurança geral, conformidade com regras, etc:

painel1

A pontuação nos paineis do Office 365 é importante, uma vez que a partir deles que sabemos as regras de uma norma e o que fazer para se adequar a ela e estar mais próximo de um ambiente 100% seguro:

Painel2

Criando uma Regra de Exemplo

Para criar regras poderá utilizar o menu na lateral e no exemplo abaixo mostro como criei uma regra para me avisar sobre várias ações que podem indicar um vazamento de dados.

Por exemplo, quando usuários compartilham um site SharePoint com alguem externo, é um destes indicativos possiveis. Tambem é possivel interligar as regras de DLP que você já tenha criado no Office 365, evitando duplicidade de configurações se a regra corporativa estiver implementada:

t1

t2

Note que é possivel acima escolher os diferentes templates de proteção a riscos, cada um apresentará dados que serão monitorados. No meu exemplo usei o Vazamento de Dados e escolhi Todos os Usuários, depois habilitando os itens já pré-configurados:

t4

Conclusão

Esse novo painel irá ajudar muito empresas que possuem um departamento de Governança separado do que administra a TI, permitindo que tenham uma visão dos riscos na empresa sem a necessidade de ter acesso administrativo.

Alguns itens são adicionais e precisam de configuração, por exemplo os dados de RH exige um conector.

Para mais detalhes veja os links abaixo:

https://docs.microsoft.com/pt-br/microsoft-365/compliance/insider-risk-management-policies
https://docs.microsoft.com/pt-br/microsoft-365/compliance/import-hr-data

Posted: mar 08 2020, 23:32 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Office 365 | Segurança

Integrando Updates de Fabricantes com o System Center Configuration Manager (Endpoint Protection Server)

Uma das necessidades que muitos administradores de TI tem é fazer o update de forma centralizada.

Isso se deve a ter um unico ponto de contato, evitar instalar mais softwares de fabricantes, principalmente para drivers de clients e servers com vários fabricantes.

Já bem estruturado e desde a versão 2012, o SCCM tem a capacidade que se chama SCUP (System Center Update Service) para isso.

Utilizando o SCUP

É bem simples de ser usado, vá ao site do fabricante que pode ser de HW ou SW e consiga a URL com o arquivo cab de atualizações. Dentro desse arquivo irá ter as definições em XML dos updates e requisitos. Por exemplo ele contem os updates com a lista de servidores e maquinas compativeis, ou requisitos de software para updates como Adobe e Autodesk.

Depois que tiver a URL vá em Software Library –> Software Updates –> Third-Party Software Updates e inclua o catálogo como a imagem abaixo:

Anotação 2019-12-30 180714-2

Anotação 2019-12-30 180714-3

Dai em diante basta aguardar que ele finalize o processo de sincronização e utilizar o botão Subscribe to Catalog para iniciar os updates:

Anotação 2019-12-30 180714-4

Eles irão aparecer junto com os updates de Windows para serem aprovados, com uma classe a parte para se criar as regras automaticas de Deploy.

Posted: mar 08 2020, 22:57 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login