MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2019: 4288593
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Requisitos para Microsoft Partner-Desconto para Windows Phone, Certificações, MCPs e outros

Já no ano passado foram anunciadas mudanças para os parceiros (http://bit.ly/pDqNHo) e foi concedido o prazo de 1 ano para os parceiros atuais se ajustarem. Pois bem, este prazo termina em 31/10/2011.

São mudanças importantes, por exemplo, o número de MCPs terá que no minimo dobrar e em muitos casos ser 10 vezes maior que o atual. O motivo é o fato conhecido que hoje um MCP com 3 especializações (Exchange, ISA e Windows) pode ser usado para 3 categorias diferentes de Gold ou Silver e a partir de agora para apenas uma delas.

Porem, o anuncio recente inclui outras mudanças e uma delas é um desconto especial na aquisição de Windows Phone para quem tem o Live ID vinculado a um parceiro !!!!

Não é a toa que no MCT Summit que ocorreu ao final do TechEd na Microsoft foi comentado que deverão ser certificados muitos este ano.

Para ajudar isto a acontecer foi ampliado o programa de packs para parceiros com descontos ainda maiores (www.prometric.com/microsoft/partners) mas atenção que só pode ser comprado até 31/12 e os exames serem realizados até 31/05.

image

Quer saber todas as competencias, exames e maiores detalhes? Baixe o arquivo abaixo:

Partner Updates.PDF (622,48 kb)

Posted: out 19 2011, 18:00 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Certificação

Video de Windows System Resource Manager e SysInternals Process Explorer

Uma das minhas palestras no TechEd 2011 foi com o tema “Gerenciamento Recursos do Windows 2008 com o Windows System Resource Manager”, palestra de código SRV 303. Os ppts estão disponiveis em http://bit.ly/nTwJcZ

Após a palestra recebi diversos emails com feedback positivo e me pedindo material adicional.

Os links disponiveis no ppt são para a biblioteca do TechNet, mas obviamente contem apenas a parte téorica e não contempla exemplos práticos.

Pensando nisso, assim que eu tiver um tempo irei montar uma série de videos, mas por enquanto é possivel assistir ao video que gravei no passado em http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Community-Launch-Webcast-Gerenciando-recursos-do-Windows-2008-R2-com-o-WSRM-e-o-Process-Explorer.aspx

Após entrar no site de eventos, clique em “Inscrever-se” e terá a opção de fazer o download em WMV ou assistir online pelo Live Meeting.

Lembrando que o Windows System Resource Manager está disponivel no Windows 2008 em todas as versões e no Windows 2003, versões Enterprise e Datacenter.

Posted: out 10 2011, 18:18 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Gerenciamento de Storage com o System Center Virtual Machine 2012

Seguindo a série de posts sobre recursos do SCVMM 2012 integrados com VMWare ESX e Xen Server agora abordaremos outro recurso que é o gerenciamento de storages. Post anteriores: Integração com live migration http://bit.ly/pf0v9M e Dynamic e Power Optimization http://bit.ly/pJ6KLf.

Com o VMM 2012 você poderá classificar storages pela performance, definir o storage a ser utilizado e criar as LUNs sem a necessidade de conhecer o software de cada fabricante. Ou seja, você poderá utilizar o conceito de virtualização de storage com as interfaces do VMM 2012.

API SMI-S

Uma nova funcionalidade que está sendo discutida com os fabricantes de storages é a criação de um protocolo de comunicação muito similar ao SNMP mas que permita detalhes das especificações de um storage, chamado de Storage Management Initiative Specification (SMI-S).

Este protocolo é um API baseada nos modelos CIM/WBEM, que muitos já conhecem por ser também a especificação básica do WMI presente nos sistemas operacionais Windows. Utilizar este procolo não é tão simples, e é necessário ter um CIMOM que nada mais é que um proxy para “traduzir” as APIs nativas do storage para o protocolo SMI-S.

Porem, os fabricantes de storages já tem estes padrões bem estabelecidos e com upgrades de firmware podem incluir o CIMOM, um deles é o OpenPegasus, no storage já existente.

SMI-S no VMM 2012

Agora entra em cena o VMM 2012 que possui a interface de comunicação SMI-S para se comunicar com os storages e obter informações, e com base nestas pode classificar os storages conforme a sua performance, como a tabela abaixo retirada do TechNet (referencia ao final do documento):

Storage

Automação de Storage no VMM 2012

Agora podemos colocar em prática esta funcionalidade por criar arrays de storage e vincular aos hosts.

Imagine que em sua empresa haja storages com disco SAS e SATA, onde a classificação automática é SILVER e BRONZE respectivamente e tanto o grupo de servidores quanto uma VM pode ter especificado não a LUN, mas sim a classificação.

VMM2012

Essa automação inclui a criação das LUNs, ou seja, não será mais necessário ter conhecimento do software do fabricante para criar as LUNs individualmente já que a API SMI-S implementa os comandos necessário para gerenciar.

Storage Groups

Figura 1 – Tela principal do gerenciador de storages

Storage Pool

Figura 2 – Pool default e criação de um novo pool

Storage Add

Figura 3 – Inclusão de um storage ao pool

Storage

Figura 4 – Vinculando um storage pool a um grupo de hosts hypervisors

Com este recurso o gerenciamento de um datacenter será mais fácil, e quando temos diversos storages independentemente do fabricante poderemos utilizá-lo de forma simples com as APIs SMI-S.

Referencia TechNet http://technet.microsoft.com/en-us/library/gg610600.aspx e http://blogs.technet.com/b/server-cloud/archive/2011/10/14/windows-server-8-standards-based-storage-management.aspx

Dynamic e Power Optimization do VMM 2012-Hyper-V + XenServer + VMWare

No post anterior sobre VMM 2012 abordei a capacidade de utilizar as 3 tecnologias de migração das VMs entre os host XenServer, VMWare e Hyper-V. Todos podem estar no mesmo grupo e utilizando o PRO Tips. Detalhes em http://bit.ly/pf0v9M

Mas agora vamos falar de duas novas features e como funcionam:

  1. Dynamic Optimization – Gerencia a agressividade com que as VMs são movidas entre os nós no modo “quente”
  2. Power Optimization – Desliga e religa nós do cluster conforme a utilização dos recursos
Dynamic Optimization

Esta feature irá gerenciar com qual nível de agressividade iremos fazer o balanceamento de carga nos hosts. É compativel com XenServer e VMWare desde que o BMC esteja instalado nos hosts. Note porem que o processo de migração das VMs ocorrerá entre os hosts do mesmo SO.

Note na tela abaixo que é possivel definir manualmente a frequencia em que este processo será executado. Tempos muito altos ocasionaram moves excessivos de VMs entre os hosts, tempos longos podem gerar lentidão em um host até que as VMs sejam movidas. O ideal é de 10 a 30 minutos para detecção e solução.

Abaixo vemos a configuração considerada ideal para que o VMM detecte a necessidade de move de VMs. No exemplo temos 30% de CPU, 512 MB de memória livre e não levamos em conta IOPS e Network pois esses dois itens comulmente são compartilhados entre os nós de um cluster e não são otimizados com moves entre os nós.

image

NOTA: Lembrando mais uma vez que esta configuração é feita nos grupos que podem contem Hyper-V, Xen Server e VMWare e que os moves irão acontecer entre estes servidores com o mesmo SO e não entre os diferentes SOs. Alem disso é necessário no caso do VMWare e do Xen Server que estejam em cluster.

Power Optimization

Este novo recurso é muito interessante, levando em conta que muitos cluster tem o dobro da necessidade média levando em conta os picos. O Dynamic Optimization ajuda no momento em que o pico ocorre a distribuir as VMs, mas e quando há sobra de recursos?

O Power Optimization irá desligar os nós que não sejam necessários quando a utilização dos hosts reduzindo nós terá umca determinada capacidade e no horário escolhido.

No exemplo abaixo iremos desligar o host desde que a utilização dos outros nós com os moves de VM não fiquem acima de 40% e 1GB de RAM, e desde que esteja em horário noturno ou final de semana.

O processo de desligamento é um shutdown  sendo que o religamento é realizado por pacotes WOL (Wake On Lan) que precisa estar habilitado na BIOS do host. Alem disso nos hosts ESX e Xen Server é necessário ter o BMC, assim como no Dynamic Optimization.

Alem disso, existe uma proporção para esse recurso:

  • Cluster de 4 ou 5 nós – 1 nó será desligado
  • Cluster de 6 ou 8 nós – 2 nós serão desligados
  • Cluster de 9 ou 10 nós – 3 nós serão desligados
  • Acima de 10 nós – 1 nó adicional pode ser desligado a cada 2

image

NOTA: O recurso Power Optimization só funcionar entre nós do cluster e não host-to-host.

Referencia: http://technet.microsoft.com/en-us/library/gg675109.aspx

Live Migration + vMotion + XenMotion–System Center Virtual Machine Manager 2012

É isso mesmo, o VMM 2012 irá contar com as três tecnologias de migração “a quente”.

O VMM 2008 R2 já conta com o vMotion, mas ele gerencia de forma isolada do Live Migration do Hyper-V.

Já o recurso do Xen, o XenMotion, não era suportado. Aliás, o Xen não era suportado no VMM 2008 R2.

O que a Microsoft fez agora é compatibilizar as três tecnologias de migração. Porem não apenas isso, mas permite juntar no mesmo grupo de servidores (managed pool) Hyper-V, ESX e XenServer !!!!!

Agora podemos colocar em um grupo, por exemplo, 3 servidores Hyper-V + 2 servidores VMWare ESX + 2 servidores XenMotion e o VMM 2012 irá conseguir migrar as VMs entre as 3 plataformas. Sensacional !!!!!

Porem, note que entre os host Xen será usado o XenMotion, entre ESX o vMotion e entre o Hyper-V o Livre Migration. Entre eles o processo é de V2V, ou seja, com um restart. A grande mudança é usar o PRO Tips entre hosts mesmo que não Hyper-V e utilizar a tecnologia de move entre os hosts.

image

Figura 1: Servidores ESX junto com servidores Hyper-V

image

Figura 2: Nova arquitetura integrada

Se quiser conhecer mais sobre isso poderá baixar os ppts da palestra que fizemos no TechEd 2011 em http://bit.ly/nTwJcZ

Também acesse os portais do TechNet:

Alem disso, recente post do VP do Gartner comenta as novidades do VMM 2012 e do Hyper-V 3.0 colocando a Microsoft como a nova lider em recursos: http://blogs.gartner.com/chris-wolf/2011/09/20/hyper-v-3-a-windows-server-2003-remix

Posted: out 04 2011, 18:23 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login